Imagem
Fatores como garagem e infraestrutura têm ganhado importância na avaliação de casas e apartamentos

Quais os fatores que podem valorizar ou depreciar um imóvel, influenciado diretamente no preço do bem na hora de vender ou comprar? Localização, preço do metro quadrado, tamanho da área privativa incluindo vagas de garagem, estrutura de lazer do condomínio e infraestrutura do bairro onde está localizado são alguns itens levados em consideração na tomada de decisão. Outros elementos que precisam ser avaliados são as condições físicas do imóvel em relação à parte hidráulica e elétrica.

De acordo com Delano Andrade, gerente de vendas da imobiliária A Predial, a proximidade de estabelecimentos úteis à sociedade, como escolas, hospitais, igrejas e delegacias, podem valorizar ou degradar o bem, dependendo do perfil do cliente que deseja adquiri-lo.

Em termos gerais, porém, um imóvel recebe melhor avaliação quando localizado em uma rua com árvores ou mesmo com um jardim bem cuidado, que traz mais conforto térmico, atrai aves, embeleza o local e reduz o ruído. Por outro lado, poluição sonora, dificuldade de estacionamento ou insegurança são itens que depreciam o imóvel.

Acessibilidade

A acessibilidade é outro fator importante. Em Fortaleza, a chegada do metrô também trará impacto ao preço dos imóveis. Estações de metrô influenciam de forma positiva as áreas onde são instaladas, valorizando imóveis localizados em um raio de até um quilômetro das estações.

Delano Andrade chama atenção também para o padrão da construção e para o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da região onde está localizada a construção. "A princípio, o IDH era usado para medir apenas o índice de desenvolvimento dos países. Hoje também aplicamos (o IDH) à região onde o imóvel está inserido. No entorno da Praça Portugal, por exemplo, tem tudo o que se pensar. Em relação à mobilidade, pode se fazer tudo a pé. Sem a necessidade de deslocamento por meio de veículo", exemplifica.

Conforme o gerente de vendas, é preciso analisar também o potencial de desenvolvimento da área onde o bem está situado. "Atualmente, uma região que tem tendência a se valorizar por causa dos investimentos que vem ocorrendo no Porto do Pecém é Caucaia. Temos um empreendimento lá que foi vendido muito rápido", lembra.

Região promissora

O executivo antecipa que, de olho no potencial de mercado, o setor já está preparando um grande feirão de imóveis para aquela região. "O que mais vendemos no último feirão da Caixa foram unidades no condomínio Iriê. Eram imóveis pequenos, com área de 50 m², dois quartos, mas com ampla área de lazer e preços entre R$ 90 mil a R$ 105 mil. O condomínio fica a 800 m do centro de Caucaia".

Público alvo

Segundo Delano, "todo imóvel tem o seu público alvo". De acordo com ele, os requisitos que valorizam ou depreciam o bem variam de acordo com o perfil do cliente em cada fase da vida.

"Deve ser levado em consideração se ele vai comprar o primeiro imóvel, qual a idade dos filhos, se é o primeiro ou segundo casamento. Para quem não tem filho criança, mora sozinho, um empreendimento com grande lazer não interessa tanto. Mas, a região sempre influi muito", pondera. O revestimento do edifício, segundo ele, também influencia. "Há apartamentos no Meireles que não tinham revestimento cerâmico externo. Depois que foi colocado o revestimento, devido à região muito valorizada que ocupam, praticamente dobrou o preço do metro quadrado devido a aparência do imóvel", observa.

Vagas

O número de vagas de garagem também valoriza o empreendimento dependendo do público. "É muito crítico ter um imóvel que não comporte pelo menos dois carros. Hoje, a demanda já parte de três vagas. Duas vagas é o básico. Devido ao desenvolvimento do País e à facilidade de crédito, é comum hoje se ver dois a três carros numa mesma casa", ressalta.

Outro critério de valor é a tranquilidade da região. A depender do perfil do comprador, há quem prefira lugares mais tranquilos e mais distanciados da cidade ou de regiões turísticas como a beira mar e toda a orla marítima.

Em Fortaleza, Delano garante que dentre as regiões que tendem a valorizar mais estão áreas próximas ao Centro de Convenções e também ao Acquario. "A praia de Iracema, hoje desvalorizada, tende a revalorizar num futuro breve", prevê.

Dicas

Entre as dicas sugeridas pelo gerente de vendas na hora de escolher um imóvel, ele aconselha primeiramente a consulta ao próprio bolso. Ou seja, é importante comprar o que se terá condição de pagar. Outro quesito a ser considerado é a proximidade ao trabalho e a escola de filhos. "Isso é fundamental para ganhar mais tempo e não passar a maior parte da vida dentro do carro se deslocando", explica.

O lazer no próprio condomínio também virou requisito, na medida em que favorece a proximidade com a família e contribui com a segurança dos filhos adolescentes e jovens, evitando que eles saia para se divertir fora longe do condomínio.

ÂNGELA CAVALCANTE
REPÓRTER 

Fonte: Diario do Nordeste 

 


Comments




Leave a Reply

    Imobiliárias Net

    Insira seu email para receber atualizações:

    Delivered by FeedBurner

    Fique por dentro!
    Tabela de honorários CRECI-GO

    O melhor para você!

    Olá, postaremos sempre algo que possa ser útil para a melhor escolha da compra do imóvel dos seus sonhos!


Clique para editar este texto...